Engenharia de Alimentos

Código do curso: Engenharia de Alimentos - 118766

Apresentação

O Curso de Engenharia de Alimentos foi reconhecido pelo Governo Federal em 21 de agosto de 1971, através do decreto de Lei de número 68.644. Em conformidade com a formação e atribuições profissionais, o Engenheiro de Alimentos, segundo a ABEA – Associação Brasileira de Engenheiros de Alimentos – deve se filiar ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA).

O curso proporciona uma formação generalista com conteúdo não só de engenharia, física e matemática, mas também química e biologia relacionados com as ciências de alimentos, ciências do ambiente, administração, economia e empreendedorismo. 

O profissional de Engenharia de Alimentos é capacitado para garantir o fornecimento de alimentos saudáveis, trabalhando para que a fabricação ocorra de forma eficaz e higiênica e obedecendo a padrões de qualidade do produto. Tem como constante desafio desenvolver alimentos e bebidas que atendam às exigências e necessidades dos consumidores e que apresentem diferencial de mercado.

 

Objetivos

Formar Engenheiros de Alimentos capazes de desempenhar eficientemente as tarefas e desafios impostos pelas exigências do mercado, baseadas no conhecimento científico, tecnológico e de engenharia, para atuar em organizações que envolvam a industrialização de alimentos e bebidas. Os profissionais deverão estar comprometidos com o desenvolvimento agroindustrial, com os problemas sociais e ambientais, atuando de forma ética e adequada à legislação vigente.

 

Áreas de atuação

• Responsável pela área de produção de alimentos e bebidas;

• Controle de qualidade;

• Planejamento e projeto industrial;

• Gerenciamento e administração;

• Marketing e vendas;

• Desenvolvimento de novos produtos;

• Fiscalização de alimentos e bebidas;

• Armazenagem e transporte de alimentos e bebidas;

• Projetos e adaptação de equipamentos;

• Consultoria técnica à indústria de alimentos;

• Ensino, pesquisa, análise, experimentação, ensaio e divulgação técnica, extensão;

• Vistoria, perícia, avaliação arbitramento, laudo e parecer técnico;

• Execução e fiscalização de obra e serviço técnico.

 

Perfil do egresso

O engenheiro de alimentos será capaz de atuar com a flexibilidade necessária para atender domínios diversificados de aplicação e as vocações institucionais. Assim, esse profissional deverá:

• Atuar no desenvolvimento de produtos e de processos da indústria de alimentos e bebidas, em escala industrial, desde a seleção da matéria-prima, de insumos e de embalagens até a distribuição e o armazenamento;

• Projetar, supervisionar, elaborar e coordenar processos industriais;

• Identificar, formular e resolver problemas relacionados à indústria de alimentos;

• Acompanhar o processo de manutenção e operação de sistemas;

• Atuar no controle e na garantia da qualidade dos produtos e processos;

• Desenvolver tecnologias limpas e processos de aproveitamento dos resíduos da indústria de alimentos;

• Buscar o desenvolvimento de produtos saudáveis, com características sensoriais que atendam ao consumidor;

• Coordenar e supervisionar equipes de trabalho;

• Realizar estudos de viabilidade técnico-econômica;

• Executar e fiscalizar obras e serviços técnicos e efetuar vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres técnicos;

• Em sua atuação, considerar a ética, a segurança e os impactos socioambientais.

 

Outras informações:

O bacharel em Engenharia de Alimentos deverá mobilizar, articular e colocar em ação habilidades e competências para:

• Desenvolver de forma responsável, interdisciplinar e proativa suas atividades profissionais;

• Aplicar e repassar conhecimentos de ciência, tecnologia e engenharia de alimentos em seu ambiente de trabalho e na comunidade;

• Idealizar, projetar e avaliar viabilidade econômica de processos e produtos na área de engenharia de alimentos, para posterior implantação;

• Pesquisar e desenvolver novos produtos alimentícios, processos e tecnologias;

• Otimizar o aproveitamento dos recursos humanos e naturais disponíveis, bem como dos processos para a transformação das matérias-primas em alimentos industrializados;

• Trabalhar em equipe e adotar comportamento crítico, criativo e empreendedor, estando apto a ouvir, expor ideias e sugestões e desta forma, construir soluções a partir dos conhecimentos previamente adquiridos;

• Estabelecer e adequar, através de ferramentas de gestão e padrões de qualidade, os processos de industrialização de alimentos desde a matéria prima até o produto final;

• Fiscalizar produtos alimentícios via órgãos governamentais, em âmbito municipal, estadual e federal, atuando no estabelecimento de padrões de qualidade e identidade e na fiscalização da aplicação destes padrões;

• Utilizar técnicas adequadas de conservação e manuseio de matérias-primas a fim de evitar perdas e manter suas qualidades até a industrialização ou consumo “in natura”;

• Atuar como consultores em processos tecnológicos de produtos alimentícios para comercialização regional, nacional e internacional;

• Gerenciar processos e também pessoas atuando com caráter humanista, visando contribuir para um ambiente de trabalho saudável;

• Expressar claramente suas ideias através da linguagem oral e escrita.

 

Coordenadora:  Glêce Milene Santana Gomes
Eventual Substituto: Raimundo Bernardino Filho

Vagas: 80 vagas (40 por semestre)

Turno:  Integral

Duração do Curso: 10 semestres / 5 anos

Carga horária: 4.440 horas

Telefone: (87) 3764-5502

E-mail: coordenacao.engalimentos@ufape.edu.br | cea.uag@gmail.com
Página do curso: ea.uag.ufrpe.br

Intragram: @engenhariadealimentos.ufape

 

Link relacionados:

Coordenação Engenharia de Alimentos UFAPE -https://www.youtube.com/channel/UCtu3P4h8zRxcArRHzewibpg/feed

• Jubileu de 10 anos - Engenharia de Alimentos UFAPE - https://www.youtube.com/watch?v=YO3Z5a4e_Wk&t=428s

• Associação Brasileira de Engenharia de Alimentos - http://www.abea.com.br

• ABIA - Associação Brasileira da Indústria de Alimentos https://www.abia.org.br/vsn/

• ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde - http://www.anvisa.gov.br

• FAO – http://www.fao.org

• EMBRAPA - CTAA - Centro Nacional de Pesquisa de Tecnologia Agroindustrial de Alimentos - http://www.ctaa.embrapa.br/

• ANBio - Associação Nacional de Biossegurança - http://www.anbio.org.br

• Centro de Tecnologia de Produtos Alimentares - SENAI - http://www.alimentos.senai.br

• INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial - http://www.inmetro.gov.br/

• ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos - http://www.ital.sp.gov.br

• Ministério da Agricultura - http://www.agricultura.gov.br

• SEBRAE NACIONAL - http://www.sebrae.com.br

The website encountered an unexpected error. Please try again later.